No texto de hoje unirei dois temas abordados em posts anteriores do blog:

  1. 👉Para que servem os livros?
  2. 👉A verdade por trás da palavra sororidade.

Atualmente, não tendemos a fazer distinção entre a produção literária dos autores e das autoras, mas nem sempre foi assim… Você bem sabe que a vida das mulheres sempre foi difícil ao longo da história, no que diz respeito à falta de oportunidades bem como de reconhecimento de suas diversas potencialidades. Muitas escritoras, por exemplo, trilharam um caminho árduo para chegar na publicação de um livro que fosse aceito pela sociedade que consumia esse tipo de acervo cultural em diversas épocas.

Somente depois de adulta, que eu fui me atentar sobre a autoria do clássico 👉”Frankstein“, escrito por uma jovem de 20 anos de idade. Mary Godwin publicou sua obra em 1818, inicialmente de forma anônima. Os críticos e leitores pensaram que Percy Shelley (seu futuro esposo) fosse o autor do livro com base no prefácio, assinado pelo pai da verdadeira autora que era muito próximo à ele. Para quem gosta de filmes biográficos, uma boa pedida é o filme “Mary Shelley” lançado em 2017 que conta essa história. Veja o trailer abaixo👇

Outra escritora e poetisa que passou por muitos obstáculos, em meados dos anos de 1700, por ser mulher e negra foi 👉Phillis Wheatley, que teve que se defender em um tribunal para provar que ela havia escrito a própria obra. Phillis foi a 1ª afro-americana a publicar um livro, “Poems on Various Subjects” (Poemas sobre vários assuntos) em 1773. A elite da época não acreditava que ela fosse capaz de escrever poemas com tal sofisticação.

Também já contei a história da autora dos 7 volumes da coleção Harry Potter neste 👉POST. Para que seu primeiro volume fosse aceito e publicado, teve que omitir seu primeiro nome, assinando apenas “J. K. Rowling” para que não soubessem que se tratava de uma escritora (infelizmente, isso aconteceu em pleno século XXI!!!).

E o que tudo isso tem a ver com o clube? Pensou que eu falaria de piscina, biquínis e afins? 😏Claro que essas coisas são tudo de bom, ainda mais nessa primavera 💐com cara de verão! ⛱️ Porém, vou falar de outro tipo de clube, aquele que podemos frequentar independente da estação do ano: O Clube de Leitura!

No Brasil, uma iniciativa de clube de leitura começou em 2015 na esteira do projeto #ReadWomen lançado em 2014 pela escritora inglesa Joanna Walsh com o objetivo de incentivar a leitura de obras de escritoras. Para operacionalizar e disseminar o projeto foram criados Clubes em vários estados do Brasil chamados “Leia Mulheres“.

Veja o recado das idealizadoras👇

“O mercado editorial ainda é muito restrito e as mulheres não possuem tanta visibilidade, por isso a importância desse projeto.”

“Decidimos fazer clubes de leitura, convidar a todos a nos acompanharem nas leituras de obras escritas por mulheres, de clássicas a contemporâneas.”

leiamulheres.com.br

Em Minas Gerais, você os encontra nas cidades de Alfenas, Belo Horizonte, Cássia, Divinópolis, Itajubá, Juiz de Fora, Lavras, Poços de Caldas, São João Del Rei, Teófilo Otoni, Uberaba, Uberlândia e Viçosa. O “Leia Mulheres Lavras“📚 iniciou seus encontros em abril de 2019 e conta com a administração de Lutrícia Monti, Pauline Freire Pimenta e Rose Oliveira. Leia a reportagem publicada na mídia local à respeito desse encontro literário clicando neste 👉LINK.

Eu conheci o Leia Mulheres Lavras pelo Instagram (o grupo também tem página no 👉Facebook) quando buscava participar de algum clube de leitura na minha cidade. Por coincidência, naquele momento, o livro em pauta era “A Bolsa Amarela” da Lygia Bojunga (o meu preferido da infância, como contei neste 👉POST). Imediatamente, aderi ao grupo (arrastei uma amiga comigo) e fui reler pela 5ª vez, eu acho… a referida obra. O encontro para a discussão do título foi online, devido à pandemia. Foi maravilhoso, por sinal! No momento, estamos lendo “A via crucis do corpo” da Clarice Lispector e o nosso próximo encontro virtual será no final do presente mês. Clique abaixo 👇para saber mais e participar também!

View this post on Instagram

Publicados pela primeira vez em 1974, os 13 contos que compõem A via crucis do corpo, de Clarice Lispector, são precedidos por uma explicação da autora. Ela diz que as histórias foram feitas sob encomenda e que, contrariando sua vontade inicial, aceitou a tarefa por puro impulso. Tentou assiná-lo com o pseudônimo Cláudio Lemos, mas acabou sucumbindo ao argumento de que deveria ter liberdade para escrever o que quisesse. E foi o que fez, num único fim de semana. Mas registrou: "Se há indecências nas histórias a culpa não é minha." A via crucis do corpo não tem nada de imoral; é, antes de tudo, uma fresta no cárcere social que mantém a mulher ― condutora de todos os contos ― supostamente distante de seus desejos e fantasias. Ou dos fardos, como a virgindade. O que Clarice fez foi apenas descrever, de forma leve e bem-humorada, algumas dessas benditas transgressões. Mas como em toda a sua obra, a autora abre espaço para falar dos sentimentos mais profundos e das sinceras idiossincrasias da alma. Em "O homem que apareceu", ela se depara com Cláudio Brito, um grande poeta transformado em lixo humano, e relativiza o fracasso: "Mas quem pode dizer com sinceridade que se realizou na vida? O sucesso é uma mentira." Na abertura de "Por enquanto", Clarice chega a ser cruel: "Como ele não tinha nada a fazer, foi fazer pipi. E depois ficou a zero mesmo." Ato contínuo, alerta que a vida tem dessas coisas, de vez em quando não sobra nada dentro da gente. Mas é bom prestar atenção porque isso só acontece enquanto se vive. A via crucis do corpo, como os demais títulos de Clarice Lispector relançados pela Rocco, recebeu novo tratamento gráfico e passou por rigorosa revisão de texto, feita pela especialista em crítica textual Marlene Gomes Mendes, baseada em sua primeira edição. #leiamulheres #claricelispector #lavras #aviacrucisdocorpo

A post shared by Leia Mulheres Lavras (@leiamulhereslavras) on

Bem, acredito que consegui te animar em participar de um clube de leitura. Argumentos não faltam! Veja se há um Leia Mulheres no seu município clicando neste 👉LINK (não há mais de um clube na mesma cidade). Caso não tenha, entre em contato com a coordenação geral pelo e-mail: contato@leiamulheres.com.br e saiba o passo a passo para implementação.

Agora, vamos para a seção Valeu a Dica!

#Valeuadica

Nada como um cafezinho fresco para acompanhar a leitura. Faça chuva 🌧️ ou faça sol☀️, não dispenso o meu! Se você também é “cafezeira“🥰, vai se interessar em algumas dicas que descobri sobre o preparo do café.

O filtro de café é prático, mas pouco ecológico. Usamos um para cada vez que o coamos e, depois, os jogamos no lixo. O feito de tecido é mais durável, mas demora um pouco para “curtir“. Os primeiros cafés ficam com “gosto de pano“, mas depois fica melhor. Além disso, quando estão muito gastos, podem rasgar e a “lambança” na sua cozinha será difícil de limpar! Mas, existe um meio termo, um coador que pode ser usado, lavado e reutilizado por 5 vezes antes de ser descartado: o 👉 filtro de café Alvorada. São dois tamanhos (102 e 103) e vêm em caixinhas com 30 unidades. Além disso, há alguns artesanatos para o reaproveitamento desses filtros que seriam dispensados depois de usados. Veja um exemplo de reciclagem e aprenda como fazer uma embalagem de presente personalizada, clicando na imagem abaixo👇

casacomdecoracao.com.br

Outra forma bem prática para fazer o seu “cafezim” ☕ é usar a Cafeteira Italiana. É um tipo de bule que não precisa de qualquer tipo de coador. Tudo o que você precisa está contido na peça que é dividida em 3 partes. Você faz a quantidade que vai tomar para não precisar guardar na garrafa térmica. Há modelos bem pequenos para preparar 1 a 2 xícaras de café até modelos maiores que servem 6, 9 ou 18 porções. O café fica pronto rapidinho! Clique na imagem abaixo 👇para pesquisar o modelo que mais se adequa à sua família

Cafeteira Italiana para 6 xícaras (igual a minha)

Café pronto merece uma xícara bacana! Se for personalizada é ainda melhor!!!Uma boa pedida são as peças personalizadas que você pode adquirir pela Gráfica Delta! São diferentes modelos e cores para combinar com você. Em algumas delas é possível adicionar a sua foto ou uma imagem que você adora. E tem mais! As(os) leitoras(es) e seguidores do blog Cresce e Aparece! ganham 5% de desconto. Para encomendar a sua é super fácil. Entre em contato pelo 👉 Instagram, 👉Facebook ou Whatsapp e não esqueça de mostrar que segue o nosso blog. Aparece no Insta para dar uma olhadinha nos modelos👇

View this post on Instagram

Caneca Mágica✨

A post shared by ΔGrάficɑ & Personɑlizɑdos (@delta_grafica) on

Veja que gracinha essa caneca da foto abaixo👇. Têm modelos para todos os signos!!!

Agora, a pausa ⏸️ para a música (ou seriam músicas?)

🎼 Dica de música do blog 🎼

Para o post de hoje, escolhi a minha playlist preferida para os momentos de estudo ou de leitura. Quando estou no notebook, coloco no Youtube bem baixinho enquanto trabalho. Nos momentos de leitura, uso o fone de ouvido com o meu celular. A música faz muito bem para o cérebro e nos ajuda na concentração. Aprendi durante o mestrado que o ideal é usar músicas instrumentais sem acompanhamento vocal (ou em idioma desconhecido) para se concentrar no estudo, uma vez que a sua atenção pode ser dividida e quando você menos espera, estará cantando a letra da música enquanto dispersa do assunto a ser estudado. Outras curiosidades a respeito da música podem ser encontradas no livro 👉 Música, Cérebro e Êxtase do autor Robert Jordain, onde busquei tais conhecimentos.

A playlist “Classical Music for Reading” contêm mais de 2 horas de músicas contínuas. Para ouvir pelo Youtube, clique abaixo👇.

Se quiser ouvir pelo Spotify clique neste LINK 👉http://bit.ly/MusicForReading

🎧Audioblog🎧

Audioblog: Vamos para o Clube? 11/10/2020

Antes de nos despedirmos, tem mais uma dica para esse mês florido de outubro. Você se lembra que falei sobre um caderno de ideias neste 👉POST e que ele fazia parte dos itens do 👉Kit da Mulher Esperta?

A Capim-limão (falarei mais sobre ela ao longo da semana) está produzindo um kit 📔exclusivo do blog Cresce e Aparece! contendo 1 caderno de anotações + 1 bloco marcador de páginas.

Fique ligada no nosso site e nas redes sociais 📱 para ver, em primeira mão, esse kit elaborado com muito carinho e que cabe no seu bolso (que é uma das propostas do nosso blog: indicação BBB = bom, bonito e barato) para presentear a amiga, a professora, a filha adolescente que ainda quer ganhar presente do “Dia das Crianças” e se presentear. Você merece!

Fique de olho!!! 👀 Não se esqueça de seguir o blog deixando seu e-mail no final da página. Assim, você fica sabendo em primeira mão, sobre todas as novidades de interesse da mulher decidida!

Grande Beijo!!!💋

8 comentários sobre “Vamos para o Clube?

  1. Parabéns pelo blog, é muito interessante, inteligente diferente de todos que conheço, é um conteúdo saudável que nos agrega conhecimentos úteis …❤️
    Muito cativante, e leve gostoso de ler…
    Adoro as dicas e as músicas!!!

  2. Priscila, já estou c vontade de conhecer o clube de leitura. O único “se não” é o estilo de leitura do clube…com q critério os titulos são escolhidos? Mas, de qq forma, é uma ótima ideia q merece ser divulgada…
    Adorei a dica do filtro de café Alvorada. Vou atrás…
    Bjs

  3. Amei o post! Amo o leia mulheres e amo café! Não sabia das J K Rowling! Interessante e triste 😦 que bom que estamos ocupando espaços, né? Parabéns pelo blog 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s