Está difícil manter o senso de humor e a positividade depois de um ano como o de 2020. No texto de hoje conversaremos sobre o que está ao nosso alcance para voltarmos a sorrir. Embora nem sempre tenhamos a nossa disposição as condições mínimas para tornar a nossa vida mais positiva e com mais sorrisos, podemos criar algumas oportunidades a fim de dar um “empurrãozinho” 👐 na vida e melhorar as circunstâncias que nos são impostas.

Conheço muita gente que tem esse traço de personalidade, mas vou citar duas mulheres para você ter uma noção do que estou falando. A primeira delas não me conhece e eu também ainda não sei o seu nome. Por isso, a chamarei de “Moça Simpática” (MS).

A MS aparenta ser jovem, tem cabelos pretos, lisos e compridos, usa óculos e estampa sempre um sorriso no rosto. Ela trabalha em um supermercado grande da minha cidade. Na maioria das vezes, a encontro no caixa, em tempos de pandemia recepciona as pessoas na entrada do estabelecimento aferindo a temperatura e higienizando o carrinho de compras e eventualmente fica no local destinado ao atendimento ao cliente. O que mais me chama a atenção é o seu comportamento atencioso. Ela é muito receptiva, disposta a ajudar e parece estar sempre de bem com a vida. Dá gosto de ser atendida! Nunca presenciei uma cara amarrada ou reclamação feita por ela ou para ela. Todas a vezes que a encontro quando vou as compras, me pego pensando se ela está satisfeita no trabalho ou se o seu comportamento gera tal satisfação… (acho que vou perguntar para ela!). Voltaremos à essa questão daqui a pouco, agora vamos para o segundo exemplo.

A Vera foi minha professora na faculdade. Mineira de Juiz de Fora, tem o sorriso e a risada como suas marcas registradas. Pessoa alto astral, agregadora e que ama natação. Nadava todos os dia e acredito que mantenha esse hábito até hoje. Talvez este seja o seu segredo de otimismo: a imersão e o movimento dentro da água que dilui a tensão, o esquecimento das preocupações em meio as braçadas, a dissolução dos pensamentos negativos e consequente e inevitável relaxamento do corpo…

C

Voltando à questão anterior, há uma explicação científica que se baseia na 👉Hipótese do Feedback facial (acredito que eu já tenha falado algo sobre o assunto em algum texto anterior…), ou seja, que o movimento facial pode influenciar a experiência emocional. Isso quer dizer que o sorriso aciona determinados músculos faciais que são interpretados pelo cérebro como um motivo de felicidade. É uma espécie de tentativa de enganar a nossa mente e fazê-la se sentir feliz. Embora esse caminho inverso traga resultados positivos, para conseguirmos um sorriso verdadeiro, aquele no qual acionamos músculos específicos da face, precisamos realmente sentir a emoção “alegria“😃 correlata. Vou explicar!

Intuitivamente, conseguimos perceber a diferença entre um sorriso verdadeiro de um sorriso falso. No livro 👉 “O erro de Descartes“, Antônio Damásio argumenta, baseado em pesquisadores clássicos como Charles Darwin e Guillaume-Benjamim Duchenne, que o sorriso verdadeiro requer a contração conjugada de dois músculos: o grande zigomático (aquele que fica perto das bochechas e nos dois cantos da boca podendo vincar a pele em formato de “bigode chinês“) e o orbiculares oculi (aquele que fica entorno dos olhos e pode render uns “pés de galinha“). O interessante é que o controle do zigomático ocorre apenas de modo não consciente. Por esse motivo, o sorriso da pessoa que “sorri com os olhos“😁 é seguramente genuíno podendo ser identificado mesmo quando a sua boca está escondida atrás da máscara😷. Portanto, não exagere no Botox para não ficar com cara de escultura de museu de cera e fazer com que as pessoas não entendam o que você quer expressar😐.

Outro ponto a se considerar é que o sorriso é contagioso. Quem nunca começou a rir da risada do outro? (como naquelas ocasiões socialmente delicadas que precisamos conter a risada. Aff!🤭 quem nunca passou por isso?😬). Colocar risadas no fundo de uma cena de teatro ou da TV depois de “deixas” estratégicas é uma tática muito usada nos programas de humor do tipo “Sitcom” (abreviatura da expressão da língua inglesa “Situation Comedy” ou “Comédia de Situação” em português).

E falando em idioma, na língua portuguesa também encontramos expressões com um certo senso de humor😜. Na página do Instagram 👉”Língua Portuguesa” achei um post que dizia assim:

“As frases mais bipolares do mundo:

Minha nossa!

Frio dos infernos.

Fica, vai.

Bem mal.

Amanhã no Jornal ‘Hoje’

Muito pouco”

@linguaportuguesa_

#ValeuaDica

Tenho duas dicas para te ajudar a trazer mais risos para o seu dia: um vídeo e uma página do Instagram. Eu considero esse vídeo atemporal sendo indicado para aqueles momentos em que estamos nos sentindo “para baixo“. Trata-se de um encontro entre três estrelas da TV e também amigas de longa data para uma entrevista no Programa do Jô exibida no dia 07/04/2000 (de tão boa foi reprisada). Nair Belo, Lolita Rodrigues e Hebe Camargo aparecem juntas dividindo o famoso sofá do programa de auditório em um papo divertidíssimo conduzido pelo humorista Jô Soares.

Você não vai escapar das risadas 😅😂🤣com elas, sem contar com a “risadona” do Bira ao fundo (o músico do sexteto que tocava em todos os programas). Assista abaixo 👇a entrevista completa. “Que maravilha!!!

No Instagram a dica é seguir o “Sou Eu na vida“. Na Bio da página o criador a descreve como “Brazilian Memes Page“. Esses posts são feitos para gargalhar. Selecionei alguns posts para você dar uma espiadinha👇.

Quem nunca passou por isso….👇

E dando sequência ao meme do Peter Parker, vamos agora para a música do blog.

#Dica de Música do Blog🎼

Quem viveu a década de 1990 vai se lembrar de uma música que fez o maior sucesso na época. Take on Me do grupo A-Ha, além de ser uma música super dançante, foi lançada em um tempo no qual todo mundo assistia aos clipes das paradas de sucesso das rádios na MTV. O 👉Clipe da música foi revolucionário por que combinava o movimento de imersão de imagens e vídeo em desenhos animados dos cantores do grupo. Mas a intenção aqui é outra… Foca no vídeo abaixo 👇e acompanhe a espontaneidade do “Homem-Aranha” dançando a música do A-Ha.

Voltando ao texto, o meu recado é guardar a cara carrancuda 👺para nunca mais achar além de usar o poderoso sorriso para lidar com as situações.

Outro dia eu li um 👉artigo à respeito de uma situação que aconteceu com a blogueira americana Lonni Pike do Blog 👉Gray Hair and Tatoos (“Cabelos Grisalhos e Tatuagens”). Declarando amar a vida acima dos 50 e ser dona do próprio estilo, Pike teve que responder a um comentário preconceituoso sobre sua roupa para um seguidor no TikTok. Ela simplesmente postou uma foto mostrando seu sapato com um desenho de “Hello Kitty” e uma pessoa escreveu que ela “era muito velha para se vestir como uma adolescente“. Embora não tenha o costume de responder esses tipos de comentários, ela disse que era importante deixar claro que as pessoas devem ter a liberdade de se vestirem como quiserem e respondeu isso de maneira educada e elegante. Eu estou com ela na seguinte missão:

explorar o mundo gargalhando e sorrindo até o fim“!

Lonni Pike

🎧Audioblog🎧

Audioblog: Sorrir para ser feliz. 13/01/2021.

Grande beijo 💋e até a próxima semana😍!

PS* deixei de fora do post da semana passada (👉Gratidão) três amigas que também gostaria de agradecer, a Thaís da “Criações da Thais“, a Cristina da “Artes da Cris Lavras” e a Giulia do “Studio de Dança Giulia Palmer“. Obrigada!!! 🙏

Um comentário sobre “Sorria para ser feliz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s