No post de hoje darei continuidade ao nosso assunto da semana passada, no sentido de buscar maneiras de equilibrar o tempo da conexão virtual com o tempo da conexão com o mundo real. Quem ainda não leu o texto anterior, dê uma chegadinha no post clicando👉 AQUI.

Para começarmos a nos desconectar das redes sociais, poderíamos inserir mais tempo de leitura de livros no nosso dia a dia. Sejam eles didáticos ou com fins recreativos, a gente aprende e cresce com eles e em todos os âmbitos e momentos da nossa vida. Leia a postagem abaixo da contente.vc, uma página que sigo no Instagram, sobre esse tema👇.

Falei especificamente sobre livros em alguns posts do blog, tais como 👉”Vamos para o Clube?“, 👉 “Para que servem os livros?“, 👉 A ordem secreta da estante“. Em vários outros textos publicados, eu sempre deixei explícita a posição do blog Cresce e Aparece! à respeito da importância da leitura para TODOS, independente da idade. Então, para diminuir o tempo em páginas de redes sociais inúteis que acabam nos esgotando, a minha proposta de hoje é a leitura.

Para quem acompanha os noticiários, está rolando discussões sobre a Reforma Tributária no nosso país. Em julho de 2020 a proposta de taxação de livros apareceu dentre as alterações sugeridas, inclusive, o ministro da economia disse à época a asneira de que “Livro é coisa de elite“. A polêmica sobre esse👉 assunto retornou neste abril de 2021. Ocorre que, atualmente não há tributos que incidem no preço dos livros no Brasil, mas com a aprovação da referida reforma, haveria um imposto de 12% sobre o valor de qualquer obra. Mesmo sem taxa, a aquisição de livros é uma limitação para as pessoas mais pobres e com o novo imposto, poderá ficar inviável, uma vez que, segundo economistas, o preço do livro poderá chegar👉 20% mais caro ao consumidor!

O que podemos fazer para continuarmos tendo acesso aos livros e ajudar a aumentar a disseminação da leitura em todas as idades?

Primeiro, você pode participar de um abaixo-assinado para defender a leitura como um direito de todos os cidadãos, solicitando a retirada da tributação de livros do Projeto de Lei 3887/2020. Para agilizar o processo, faça isso agora mesmo! Clique no botão abaixo 👇 e assine também a petição.

Enquanto isso, podemos pensar em estratégias para aumentar o acesso aos livros e mais ainda, o interesse por eles.

A compra de livros usados é um hábito que deve ser cultivado. Procure os sebos da sua cidade para propor a compra, venda e troca de livros. Quem tem o costume de adquirir ou vender seus livros em sebos, normalmente aplica um cuidado especial na conservação de seus exemplares, pois quanto mais preservados, mais valorizados eles são. Você pode escolher comprar pela internet e depois buscar na livraria/sebo ou pode comprar diretamente em lojas online.

Na minha cidade, recomendo o Sebo Koakira. Lá você encontra uma grande diversidade de títulos. Tem obras para todos os gostos e bolsos. Garanto que o valor sai bem mais em conta e os livros são praticamente novos. Para encontrar o seu livro, você pode acessar o Instagram abaixo 👇 ou conhecer a livraria na Praça Monsenhor Domingos Pinheiro, 222 – Centro, Lavras/MG. E tem mais, as(os) leitoras(es) do blog Cresce e Aparece! ganham 10% de desconto!!! É só avisar que você leu esta informação aqui no post e pronto!

Outra ideia é possibilitar a leitura de mais livros gastando menos. Você pode organizar compras conjuntas ou em pares. Vou explicar. Por exemplo, você e sua amiga querem ler 2 livros de mais ou menos o mesmo valor, mas cada uma tem dinheiro para comprar apenas um deles. Vocês juntam o dinheiro e compram os dois (ás vezes tem até desconto comprando deste jeito). Cada uma lê o seu exemplar e depois trocam para ler o outro. Para decidir quem ficará com a posse de cada livro, um sorteio simples resolve facilmente!

A compra conjunta pode ser feita por um grupo de amigos que gosta de um mesmo autor ou obra. É possível fazer a compra em maior quantidade de exemplares e assim, ganhar desconto no valor ou frete grátis.

Caso seja iniciante e não saiba muito bem se vai gostar do estilo de escrita de autores desconhecidos para você, sugiro fazer uma pequena “degustaçãoantes de comprar o seu novo livro. Como frequentar pessoalmente as lojas e livrarias está mais difícil pelas restrições municipais que evitam aglomerações, é possível dar aquela “folheada” nas primeiras páginas de alguns livros de maneira virtual.

Eu costumo experimentar as novidades pelas “amostras” dos livros disponibilizadas na Amazon. Entre no👉 SITE e pesquise a obra de seu interesse pelo título, autor ou palavra-chave. Depois, clique na figura da capa do livro para saber em quais formatos a obra está à venda (impresso, capa comum, capa dura, e-book ou prime), bem como os seus valores. Muitas vezes estão liberados para a leitura, a introdução e o capítulo inicial da obra. Dessa forma, você consegue saber se é esse o tipo de livro que você realmente quer ler. Veja na figura abaixo👇, um exemplo de como fazer.

Antes de decidir pela compra da coleção de livros impressos da série Anne de Green Gables, depois de assistir a série na Netflix “Anne with E” baseada no 1º volume original publicado em 1908, eu li uma amostra do primeiro capítulo do livro para saber se eu iria gostar do estilo de escrita da escritora canadense Lucy Maud Montgomery. Gostei e comprei. São 8 volumes. Terminei o primeiro e vou começar a leitura do segundo exemplar. Quando eu finalizar a leitura de toda a coleção, falarei sobre eles aqui também😉.

Conheça as bibliotecas municipais da sua cidade, as bibliotecas públicas das universidades ou das escolas do seu município. Veja quais são os registros necessários para se fazer empréstimos de livros, se há alguma pequena taxa para manutenção ou apenas o pagamento para se fazer uma “carteirinha” de identificação, uma única vez (aqui é assim!). Nesses locais, doações também são sempre bem-vindas. Aproveite para dar aquela geral na estante e desapegar de alguns volumes empoeirados da sua biblioteca.

Eu amo um livro de papel, mas caso não haja outra forma de leitura ao meu alcance que não seja a virtual, eu lanço mão de algumas técnicas para reduzir as distrações durante a leitura online:

  • Se você for ler pelo celular, desligue as notificações das suas redes sociais e dos e-mails para evitar a vontade de checar imediatamente as novas mensagens interrompendo a leitura.
  • Para aumentar a concentração, sente-se em um lugar confortável e coloque uma música instrumental ao fundo em volume baixo (se quiser, use fone de ouvidos).
  • Para evitar interrupções, avise seus familiares que este é o seu momento de leitura. Para ajudar nesse quesito, deixe tudo à vista, mostre onde estão as coisas que eles podem precisar antes de iniciar a sua leitura. Assim, você vai ter menos chances de ouvir um “MAAAANHEEEEEÊ!!!!!” bem no meio da sua história🙄.
  • Faça um cronograma do que você quer ler e em qual horário você vai se dedicar à isso. Eu, por exemplo, gosto de ler antes de dormir e em horários disponíveis aos finais de semana.
  • Sugiro, também, que ouça um audiolivro enquanto pratica a sua caminhada matinal!

Acredito que utilizando essas estratégias, mesmo tendo que recorrer à tecnologia digital, você vai conseguir se conectar com o mundo real ao desconectar-se das mídias sociais.

Há muito conteúdo de qualidade a ser explorado e o melhor de tudo, gratuito!!! Aproveito o ensejo para compartilhar na seção #valeuadica a sugestão de uma amiga e leitora do blog.

#ValeuaDica

Por meio de uma mensagem da leitora Andreia, eu fiquei sabendo sobre a Biblioteca Digital Mundial – “um presente da UNESCO para a humanidade“. O acesso é gratuito e os usuários podem ingressar pela Web , sem necessidade de qualquer registro. Você pode fazer a sua busca por épocas, zonas geográficas, tipo de documento ou instituição. O site fornece explicações sobre as obras em 7 idiomas, embora as obras estejam publicadas nos idiomas das suas versões originais.

Veja na foto abaixo partes da mensagem, compartilhada no nosso grupo do “Café das mães“, que contém exemplos de documentos raros que estão disponíveis e podem ser visualizados quando e onde você quiser!

É uma baita iniciativa, né? Você vai ficar de fora dessa? É claro que não! Então, acesse o site clicando no botão abaixo👇

Antes de terminar, pausa para a música do post.

#Dica de Música do Blog🎼

Em outro post, compartilhei uma👉 playlist que gosto de escutar enquanto leio ou estudo. A sugestão de hoje é a parte II daquela lista. Escute mais de 2 horas de música instrumental acessando a playlist “Classical Music for Reading and Concentration” no YouTube.👇

Para terminar, não poderia deixar de mencionar uma coleção de livros que marcou minha infância e adolescência. Quem se lembra da Coleção Vaga-lume? (veja 👉AQUI a sugestão da Revista Bula dos “15 melhores livros da Coleção Vaga-lume“). Outro dia, mostrei para a minha filha alguns títulos que li da coleção.

Que lembrança boa!💖 Além disso, foi muito legal me conectar mais intimamente com ela conversando sobre o assunto. E o mais importante: foi uma excelente e prazerosa oportunidade de me desconectar das redes sociais. Experimente você também!!!

Aguardando seus comentários e sugestões sobre os posts, te espero na próxima semana!

Grande beijo💋 e até logo mais!

🎧Audioblog🎧

Audioblog: Como desconectar-se das redes sociais. 18/04/2021

2 comentários sobre “Como desconectar-se das redes sociais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s